Braga
253 609 980
Lisboa
218 949 025

Notícias

Fique atento às últimas notícias do Instituto PME

Cerimónia de entrega de Certificados e Diplomas do dia 8 de Junho de 2011

Chamo-me Virgínia, tenho 51 anos, sou casada, tenho 2 filhos de 27 e 25 anos.
Estou hoje aqui para testemunhar a minha alegria e a minha felicidade por ter concluído um sonho que há muitos anos alimentava, embora com sucessivos adiamentos.

A razão principal que me encaminhou para As Novas Oportunidades foi um desejo muito pessoal de realizar um sonho: Aprofundar os meus conhecimentos e aprender mais, de modo a conseguir atingir o meu objectivo primordial, a minha realização como ser humano, na ânsia de me conhecer melhor, através da cultura. Tinha um desejo ardente em aumentar o meu nível de qualificação e isso foi a mola impulsionadora da coragem para continuar.
Foi um trabalho penoso, mas muito compensador. Eu transmiti aos meus formadores os meus saberes, as minhas experiências de vida e as minhas vivencias. Eles retribuíram com a sua dedicação, carinho e uma dose muito grande de paciência para ler o dossier vezes sem conta, alertar para incorrecções ortográficas e sintácticas.

Para os meus formadores, o meu muito “Obrigada” repleto de respeito.

Chegou a data do dia único, com momentos que julgaria impossíveis e irrepetíveis:

O dia de Júri, tão intenso, tão vivido e tão emocional!

Todos os adultos deram o seu melhor para apresentar um PowerPoint com o resumo de todo o seu trabalho e as fases da vida mais marcantes. Foi muito gratificante para cada um de nós. Houve momentos muito engraçados e de capacidade de resposta na interacção com os membros do Júri.
Sei que na minha atividade profissional não tenho qualquer hipótese de progredir na carreira, porque é necessário ser Licenciada. Mas, o gosto pelo ousar vencer, vingou! Nunca me dei por vencida e consegui concluir os objectivos propostos, equivalência ao 12ºano, com muito trabalho, muita persistência, muito apoio da minha família e dos meus formadores que sempre me incentivaram e acreditaram em mim.
Sinto muito orgulho no meu trabalho de RVCC, Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, pois foi uma porta que se abriu na minha vida.
Revivi fases da existência que estão bem vivas e presentes na minha caixinha de memórias, com duração suficiente para desgaste físico e psicológico.

Os trabalhos eram executados e apresentados pós laboral. Mas gostei muito do resultado, apesar de alguns sacrifícios pessoais e familiares.

Desejo a todos os Formadores que continuem a lutar por este projecto. Acreditem que o vosso esforço e o vosso trabalho árduo são muito importantes para a formação e realização de muitos sonhos de pessoas que, no passado, por várias contingências da vida adiaram os seus projectos de ir mais longe.

Os senhores estão a semear cultura nas pessoas com menos habilitações e, em muitas situações, a criar-lhes melhores perspectivas de futuro…No meio das dificuldades encontram-se as oportunidades.

Com o diploma tenho possibilidade de me candidatar ao Ensino Superior, porque nunca é tarde na vida se a força é forte, “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena” (Fernando Pessoa).

Há uma frase emblemática da “Mensagem” que é meu lema de vida “ Deus quer, o Homem sonha e a Obra nasce”, logo, não vou desistir de prosseguir os trilhos da vida com a bengala da idealidade, acalentando o sonho de um futuro esperançoso, para todos os que lutam com intrepidez, pois, “em qualquer aventura, o que importa é partir, não é chegar”, como afirma Miguel Torga e o meu barco pede mais água e mais lonjura.

Virgínia Malheiro

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS